E EIS QUE, TENDO DEUS DESCANSADO NO SÉTIMO DIA, OS POETAS CONTINUARAM A OBRA DO CRIADOR.
(MÁRIO QUINTANA)

sexta-feira, 30 de abril de 2010

DIA DA MÃE

No Dia da Mãe, nalguns países chamado de “Dia das Mães”, instituiu-se o hábito de homenagear a Mãe, cada um a sua em particular, e todas de um modo geral.
Escrevem-se bonitos textos, compõem-se maravilhosos poemas, todos os filhos querendo presentear a “sua” Mãe da melhor forma possível.
Oferecem-lhe uns versos, uma flor, um qualquer presente.
A Mãe é rainha nesse dia que lhe é dedicado.
Contudo, há Mães que não sabem o que é receber um presente dos seus filhos, simplesmente porque eles ignoram que esse dia existe.
A essas heroínas anónimas, essas “Mães Especiais” dedico estas singelas palavras, e para elas elevo, neste momento, o meu pensamento solidário.
É esse mesmo pensamento que me leva a partilhar convosco este “tristemente belo” poema do meu amigo Humberto-Poeta.

Mães Especiais

Humberto Rodrigues Neto

Nos longos vãos dos corredores, ou nos bancos
lá da AACD, mães fatigadas, mas serenas,
ao peito arrimam, sejam claras ou morenas,
míseros filhos mutilados... tortos... mancos!


Precoces rugas pela face... Alguns fios brancos
entre os cabelos, não refletem mais que amenas
e leves provas ante as mudas e árduas penas
de ver um filho se arrastando aos solavancos!


Mas em nenhuma, cujo filho é a inglória palma,
a gente nota um leve ar de oculto pranto,
mesmo um gemido a perturbar-lhe a altiva calma!


É que aos pequenos deficientes Deus quer tanto
que os não confia a quem não traga dentro d'alma
o amor sem termo que há num mártir ou num santo!

* * *
AACD - Associação de Assistência à Criança Deficiente

19 comentários:

Chica disse...

Sem dúvida, uma linda homenagem! um beijo,tudo de bom,chica

Ana Martins disse...

Boa noite Mariazita,
este poema é uma sublimação da poesia, e há tantas Mães Heroínas, muito mais do que poderemos imaginar.

Beijinhos,
Ana Martins

SAM disse...

Mariazita,

a homenagem, a sua solidariedade e o poema emocionante ( tanto quanto belo) de Humberto-Poeta , não só acariam os nossos corações como aplaudimos com o coração sorridente. Obrigada!


Carinhoso beijo, amiga!

SAM disse...

Ops! Viu? Digitei mesmo com emoção: ACARINHAM. Rsrsrs

Canduxa disse...

Querida Manita,

Lindo este poema,
linda esta homenagem,
linda esta tua escolha para que possamos lembrar essas mães especiais.

beijinhos especiais

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Bom Dia, querida. Lindo! Mãe é tudo, e não é preciso falar mais.
Vamos todos dormir em felizes em paz***************************

Ferem-me os ais
Dos outonais
Violinos
O coração
Com a inação
Dos seus trinos

E quando dá
A hora já
Rememoro,
A sufocar,
Dias sem par
Então, choro

E vou-me assim
No ar que, ruim,
Me transporta
Pra lá, pra cá
Tal e qual a
Folha morta

Canção de Outono
Paul Verlaine.
Trad. da Renata.

+ Beijoss
Eu te amo, Mariazita.
Até mais.

Chica disse...

Volto aqui pra desejar um lindo e FELIZ DIA DAS MÃES À todas que por aqui passarem.Aqui no Brasil,será no dia 9, próximo domingo. Um beijobemespecial,tudo de bom,chica

Sonhadora disse...

Minha querida Mariazita
Linda homenagem às mães.Agradeço como mãe de 3 filhos maravilhosos.

Obrigada pelo carinho de sempre e um bom dia das mães.

Deixo beijinhos

Sonhadora

Pérola disse...

Bela homenagem.
Parabéns.
Um beijo grannnde.

Tite disse...

De todas as homenagens às Mães que publicaste em teus blogues esta é a mais comovente.

Só hoje a li mas logo me vi em África apesar de haver filhos deficientes em todo o Mundo, logo... Mães sofridas sem lugar a reclamação.

Beijosssss

Fernanda disse...

Querida Mariazita,

Cheguei tarde, mas mais vale tarde do que nunca....

Amiga, todas nós e as nossas mães merecem ser lembradas. Todas as mães do Mundo.
Obrigada por esta belíssima forma escolhida de as homenagear.

Beijinhos

FERNANDINHA & POEMAS disse...

QUERIDA MARIAZINHA. SE ME PERMITES ... FAÇO MINHAS AS TUAS PALAVRAS AMIGA... ANRAÇOS DE AMIZADE,
FERNANDINHA

Vieira Calado disse...

Amiga!

Obrigado pelos seus votos (já com grande atraso).

Mas tenho tido muito que fazer.

Estou a preparar dois livros, que não de poesia,

o que ainda é pior...

Felicidades também para si.

Barbara disse...

Oportuno para mim que vivo no país onde o dia das mães é agora em 9 de maio.
Mães todas vivem 1 pouco da mártir ou da santa - porque sacrificam e perdoam.
Mas tais mães do poema, são mais que isso sim, e não tenho as palavras ideais para descrevê-las.

Fernanda disse...

Olá amiga Mariazita,

Fico muito feliz por a saber melhor.
Fico também à espera do texto que está no forno e o presentinho.

Beijinhos amiga querida,

Na Casa do Rau

Efigênia Coutinho disse...

Mariazita
Mães Especiais
Humberto Rodrigues Neto

meus cumprimentos a você Mariazita e ao Humberto que conheço a muitos anos quando ele iniciou na net.
Eu estou em New York, de saida para passar o fim de semana em Washington,Dc.
Na minha volta me comunico com voce para receber seu presentinho,
FELIZ DIA DAS MÃES
Leia meus versos ao Blog, feito para minha Mãe
Efigênia Coutinho

Lilá(s) disse...

Um alinda homenagem sem sombra de dúvida!
Levo o selo com todo o prazer e irei colocar logo que possivél(ando um pouco atrasada com essas tarefas).Obrigada
beijinhos

Denise disse...

Vim retribuir a tua visita, Mariazita, e percebi que o blog está sendo retomado. Que bom, pq gostei do que encontrei - sensibilidade - isso prende a gente.
Te sigo pra acompanhar as novidades.

Bjo e ótima semana pra vc!

Tite disse...

Amiga Mariazita,

Voltei para dizer que levei o Selo e já está publicado.

Obrigada e beijossssss