E EIS QUE, TENDO DEUS DESCANSADO NO SÉTIMO DIA, OS POETAS CONTINUARAM A OBRA DO CRIADOR.
(MÁRIO QUINTANA)

quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

UM AMOR DISTANTE

UM AMOR DISTANTE

Este belo poema «UM AMOR DISTANTE», que li no blog “Poesias do Poeta Cigano” -  http://carlosrimolo.blogspot.pt  -  emocionou-me particularmente, o que me levou a pedir, ao seu autor, permissão para o publicar neste meu blog.
Gentilmente acedeu ao meu pedido pelo que, publicamente, quero dizer-lhe:
- Bem-haja! meu querido amigo Carlos Rímolo.




UM AMOR DISTANTE

Eu já não vejo suas pegadas,
Nas areias, levadas pela brisa,
Cadê a doce maresia molhada,
Que se foi, após a sua partida?
 

Gaivotas não bailam nos céus,
Os coqueirais parecem chorar,
Faz-se deserta a praia e ao léu,
E, não quer o sol mais brilhar!
 
 
Não tem a minha noite estrelas,
Não importa, não quero vê-las,
Só penso em você, e fico a sonhar!

 
Chora meu coração sua partida,
Lágrimas de amor nessa sua ida,
Pedindo a Deus, p’ra você voltar!!!

 

46 comentários:

LUZ disse...

Olá, Mariazita!

Com o está?
Respondendo à sua "chamada", aqui estou eu.
Já tinha passado por aqui, mas não havia, ainda, novas publicações.

É um bonito e bem estruturado soneto, 14 versos e rima certinha.
O último verso é o epílogo desta composição poética, aliás, como mandam "os manuais".
O poeta,o Carlos, pede a Deus, para que ela volte.

Todo o soneto é muito adjetivado, o que o enriquece, tal como a invocação de elementos da natureza.
Todo o amor, agora, está à distância de um "clic", Óbvio, que estou a alegrar o ambiente.

Beijo da Luz.

"Luzes e Luares" tem novo poema. se pretender, passe por lá, Obrigada.

✿ chica disse...

Realmente, um poema de um amor que emociona! Lindo! parabéns ao poeta e beijos,pra ti! Tudo de bom,chica

isa disse...

Li com mt gosto este belo Poema.
Neste intervalo de tempo já tinha dado uma passadinha por aqui.
Hoje tive a recompensa...
Beijo.
isa.

Daniel Costa disse...

Amiga Mariazita

Quem sou eu? Mas a meu ver, mostraste manter a sensibilidade literáro-poética à flor da pele. O poema não só tem beleza ritmica, como prima por uma métrica perfeita. Parabéns ao excelente poeta!
Para ti beijos de amizade

São disse...

Gostei do poema e te agradeço, minha Amiga, ters dado a conhecer o autor.

Não posso ir mais fundo, porque -desgraçadamente - de amor sei pouco. Isto é, deste a género de amor.

Porque de amizade, que considero a mais pura forma de amar, sei muito, felizmente.

E , graças a Deus, minha querida neninha tenho.te a ti - a quem envio um fraterno abraço e muitos beijos.

MARILENE disse...

Muito belo o poema dele. Traduz, com sensibilidade, o vazio que a ausência de um ente querido nos deixa. Bjs.

Silenciosamente ouvindo... disse...

Percebo muito bem minha amiga
porque gostou deste poema
(que está muito bem escrito).
Desejo que esteja a conseguir
caminhar melhor.
O meu blogue http://sinfoniaesol.
wrdpress.com completou hoje um ano,
se o quiser visitar, ficaria feliz.
Um beijinho
Irene Alves

Vera Lúcia disse...


Olá Mariazita,

Lindo o soneto do Carlos. Entendo bem a razão de sua emoção ao lê-lo. É tocante.

Beijo.

Leninha disse...

Mariazita querida
Recebi teu convite e com alegria acedi ao mesmo...emocionei-me com o sentir do poeta e com a melodia dos versos do Cigano Poeta. Bjsss

elvira carvalho disse...

Olá Mariazita. Como não tenho este blogue linkado não saberia da publicação não fora a sua chamada.
Um poema de amor e saudade muito belo.
Percebo que o tenha sentido como se fora seu.
Não conhecia o autor.
Um abraço e obrigada pela partilha.

JADY*ALVES disse...

O prazer é sempre meu amiguita Mariazita, cá estou aplaudindo este belo soneto redondinho e muito bem escrito com a sensibilidade do poeta Carlos.
À ele meus parabéns e a você pela escolha minha querida.
Contigo eu também me emocionei.
Meu beijo com carinho imenso.
Jady

Graça Sampaio disse...

Muito belo! E entendo muito bem porque tanto te emocionou e agradou!

Beijinhos. E, já agora, vou passar a seguir este novo blog!

Beijinhos

Lilá(s) disse...

Adorei o poema e o meu coração ficou apertadinho...
Um abraço muito apertado

vitorchuvashortstories disse...

Olá, Mariazita!

Há poemas que nos dizem muito, alguns que até poderiam ter sido escrito por nós.Este fala-nos duma forma terna de dizer saudade,e facilmente se percebe porque o fizeste teu.

Beijinhos amigos, e fica bem.
Vitor

Manuel Luis disse...

Mostra a saudade que se tem por alguém que marcou com a sua obra, agora é só dar continuidade, ajuda a encurtar essa saudade.
Beijo

LUZ disse...

Boa noite, Mariazinha!

Esqueci-me de lhe dizer, também, que tenho novo poema num dos meus dois blogues, neste caso, no "Luzes e Luares".
Se pretender, passe por lá.
Obrigada.

Beijo da Luz.

Evanir disse...

Boa Noite Amiga.
Estou feliz em ver nosso grande amigo aqui no seu blog.
Os poemas dele são lindos um talentoso poeta.
Eu não sou poetisa mais amo poesia desde minha infância.
Um beijo ao poeta e a vc minha querida amiga ,Mariazita.
PS:Seu blog esta nota mil

Regina Magnabosco disse...

Bom dia, Mariazita! É mesmo linda esta poesia. Ah, como gostaria de ter o poder de consolar sua saudade.
Minha empatia com você me permite sentir um pedacinho da sua dor e vejo o quanto é grande.
Que Deus continue concedendo a você, força e amigos sempre presentes.
Um beijo!

Lilazdavioleta disse...

Olá Mariazita ,
é um belo poema , que dói .

Obrigada pela atenção .Fiquei comovida .

Um abraço muito apertado e que continue com esta força ,
Maria

Carlos Rímolo disse...

Querida amiga Mariazita ! Tem um SELINHO de
20013, para você.
É apenas um símbolo de nossa amizade
Que a cada dia mais se consolida.
Basta ir ao “campo” no lado direito do
Meu Blog. e o achará em “selos para
Os amigos”. Não tem códigos, basta salvar
Em seus arquivos e colá-lo no “Campo imagem”
Do Layout do seu Blog.
“ESTE BLOG. É OURO”, é o título deste novo
Selinho. Obrigado por ser minha amiga.
Beijos de luz!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

POETA CIGANO – 10/01/2013

“Poesias do Poeta Cigano”

http://carlosrimolo.blogspot.com


Carla Ceres disse...

Oi, Mariazita! Adorei o poema e vou seguir o poeta. Feliz 2013 pra vocês!

Maria João disse...


Querida Mariazita

Há partidas que não se repetem e regressos que nunca virão. O amor está para além de todas as esperas, ultrapassa todas as barreiras do tempo, e não há espaço onde possa esculpir-se porque ele é a própria vida. O amor, minha querida amiga, é superior à nossa dimensão corpórea, e permanece vivo e seguro, enquanto existir memória.
Para ti, minha boa amiga Mariazita, um abraço apertado e te peço, que nunca deixes embalar a tua memória , lá encontrarás o que de mais precioso julgas ter perdido.

Tua amiga
Maria João

Graça Pereira disse...

Querida Mariazita
Neste poema de Carlos Cigano (belissimo) encontraste aquilo que o teu coração grita e chora... Está feito à medida das tuas saudades e das tuas recordações.
As palavras são dele mas, os sentimentos, são os teus.
Este é um modo da cicatriz ir fechando aos poucos... E vais conseguir.
Que o novo ano te traga outros caminhos, projectos (muitos) e o teu livro concluído.
Mil beijos amigos e, lembra-te, estou sempre contigo no coração.

Lúcia disse...

Que lindo poema!
Bateu fundo, em minh'alma.

Um beijo, amiga. Obrigada!
Lúcia

manuela barroso disse...

A cadência e a musicalidade do soneto, aliada ao tema da partida e consequente saudade, faz com que este poema nos deixe ele próprio saudades também.
Uma boa razão para esta maravilhosa escolha Mariazita.
Grande abraço

Maria Emilia Moreira disse...

Olá amiga!
Já tive o prazer de conhecer o blog do Poeta Cigano. Gostei muito do soneto e das poesias anteriormente por ele publicadas. Deixou- me recado sobre o selo que já vi no seu blog e em outros...só que eu não sou capaz de o ir buscar.Destas artes percebo quase nada!
Um abraço.
M.Emília

Cecília Romeu disse...

Lindo poema... Mariazita!
Querida amiga!
Palavras repletas de sentimento, mas teremos esperança, o que é para sempre nunca acaba.

Um grande beijo para ti e uma bela sequência de dias com muita esperança e paz!

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Bom dia
Um soneto com alma.
Por vezes passamos e nada vemos, mas outros dias tocam-nos tão fundo que parece que nos identificamos com os pensamentos e sentimentos expressos.

Será que alguém escreveu para nós...?

LUZ disse...

Boa tarde, Mariazita!

Como tem passado?
Eu, encontrei-a agora, num blogue, deixando um comentário e vim até cá.
Temos um domingo, com sol, pelo menos, em Lisboa.
Tão bom para as limpezas, arejamentos da nossa casa, luz, e tantas coisas boas, que o sol nos traz. Claro que, em excesso, é bastante prejudicial.

Olhe, Mariazita tenho um meme no "Afectos e Cumplicidades", coisa pequena. Se quiser, passe por lá, se lhe interessar aquele tipo de publicação.

Resto de bom domingo.
Beijinho da Luz.

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Estive aqui, há dias, e cheguei a digitar um comentário. Algo aconteceu que ele não foi registrado...

Primeiro quero dizer que sou fã do blog "Poesia do Poeta Cigano"... "UM AMOR DISTANTE", é mesmo muito belo.

Feliz homenagem, a Carlos Rimolo. Parabéns, Mariazita.
Feliz semana. Um beijo!

helia disse...

Que lindo o Poema do Poeta Cigano ! Adorei !

Portal de blogs teia disse...

Parabéns, gostei muito do seu espaço, tem muito assunto interessante.
Estarei sempre por aqui.
Até mais

INTEGRAL DE MIM E DE MEU TEMPO ! disse...

Mariazita.... im´pecável o poeta cigano.
Impecável teu post com a participação desse grande poeta que nos guia ....
Obrigado!

LUZ disse...

Olá, Mariazita!

Como está?
Com este tempo, frio e chuvoso, ninguém, acho eu, se pode sentir bem.

Obrigada pela visita e pelo seu comentário tão sincero, que deixou no "Luzes e Luares".

Bom fim de semana.
Beijo da Luz.

Ana Martins disse...

Mariazita, boa tarde!
Muito lindo o soneto, uma despedida forçada e um amor eterno, como a entendo!

Beijinho grande, Mariazita.
Ana Martins

ONG ALERTA disse...

O amor sempre emociona nas palavras, beijo Lisette.

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

Há palavras
nossas,
escritas
em outras vidas...

Que todos os dias
os sonhos nasçam em ti,
como nasce o sol pela manhã...

Por: Ivaldete Piunti disse...

Mariazita, que linda poesia!!! belo autor, passa muita emoção. Adorei conhecer seu blog e já tomei liberdade de segui-lo. Sucesso!
Abs. Fica com Deus.

Ivaldetepiunti
http://oamoreetudo.blogspot.com.br

Sônia Silvino (Crazy about Blogs) disse...

Olá, amiga!
Como estás?
Perdoe-me a demora em vir te visitar, mas tirei "férias dos blogs". rs
Estou retornando devagarinho.
Fico feliz por teres voltado a postar.
Soneto encantador e tocante, minha querida!
Entendo muito bem a tua escolha!
Que em 2013, tenhas muita paz no teu coração!
Beijocas, amiga!

Canteiro Pessoal disse...

Vindo conhecer teu espaço!

Bem, até o próximo pouso!!!

Abraço,
Priscila Cáliga

ana costa disse...

Linda homenagem a um poeta de quem sou seguidora...
beijo

MACAU BANGKOK O MAR DO POETA disse...

Ilustre Poetisa Mariazita,
Lindo e profundo poema que já timha lido faz algum tempo, e que me fez recordar algo parecido comigo pasado nos ano de 1964, e como tal, não tendo oubido meu pedido, por este Oriente enorme, exótico e belo fiquei e novo amor encontrei.
Irei postar em meu bçlo o çomk deste seu maravilhoso blog.
Abraço amigo

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida Mariazita
Lindo demais!!!
Porém nem sempre ele volta...
Na eternidade, tudo será reencontro...
Bjm de paz e orante

Cantinho do Amor disse...

Que lhe sejam abençoados os dias, Mariazita...ficamos muito orgulhosos da sua presença em nosso blog, alegra-nos a sua amizade.

Abs com carinho,

Ghost e Bindi

Donetzka Cercck L. Alvarez disse...

Muito lindo,Mariazita.

O Carlos é um grande poeta!


Obrigada pela visita e feliz Dia do Amigo!

Beijos

Donetzka

Beatriz Bragança disse...

Querida Mariazita
Fez uma ótima escolha.eu também sou seguidora deste poeta e lá deixei o meu comentário.
Quanta emoção!
Obrigada pela partilha,pois muitas pessoas poderiam ficar sem ler o poema.
Uma ótima 4ª feira.
Beijinhos da
Beatriz