E EIS QUE, TENDO DEUS DESCANSADO NO SÉTIMO DIA, OS POETAS CONTINUARAM A OBRA DO CRIADOR.
(MÁRIO QUINTANA)

quinta-feira, 8 de abril de 2010

CICLO DE POESIA ERÓTICO/SATÍRICA (IV)

Image and video hosting by TinyPic

BEIJOS
(Poema erótico)

Deixa que eu beije tuas orelhas, teus cabelos,
a fronte, os olhos, as tuas mãos e os antebraços;
quero o teu ventre e os teus quadris em beijos tê-los,
e em beijos ter as tuas pernas e os teus braços!

Do dorso às nalgas, do pescoço aos cotovelos,
do ombro aos seios, que não restem leves traços
do que eu não beije... a boca, os pés e os tornozelos
deixa-me encher de beijos puros ou devassos!

Que em teus joelhos e em tuas coxas meus desejos
jamais encontrem empecilho em que os encubes,
e expostos fiquem dos meus lábios aos adejos!

Mas, pelos Deuses! Por Osíris! Por Anúbis!
deixa-me pôr o mais ardente dos meus beijos
no teu vestíbulo do céu, ao sul do púbis!



Humberto Poeta


Humberto-Poeta fala de si:
Meu nome: Humberto Rodrigues Neto - nick - Humberto – Poeta
Nasci em São Paulo, Brasil, a 11 de novembro de 1935
Escrevo desde 1948 - estilo de minha escrita: Parnasiano
Meus poetas preferidos; Olavo Bilac - Guilherme de Almeida - Cruz e Souza - Vicente de Carvalho - Florbela Espanca

18 comentários:

Desnuda disse...

Mariazitaaaaaaaaaaa!

Que beleza de versos! Bem construídos, que se espalham em nossos sentidos....Huauuuu! Adorei esta escolha do poeta Humberto nesta série de poesias temáticas. Como sempre, as suas escolhas são certeiras. E esses beijos...Ah, esses beijos! Vislumbramos o paraíso!


Beijos inocentes hahahahah.

Sonhadora disse...

Minha querida
Lindo poema, sensualidade correndo à solta nas tuas rimas...lindo.

Beijinhos
Sonhadora

Fernanda disse...

Querida amiga Mariazita,

O ambiente aqui aqueceu ao rubro :))
Apanho logo de manhã com um poema erótico destes e.................

O melhor é estar calada!!!

Sabes uma coisa gira, temos templates iguais,o que revela identidade de gostos, mas vai-me desculpar, não gosto de me ver repetida, por isso não leves a mal, mas vou mudar o meu.

Beijinhos normais :))))

Fernanda disse...

Amiga Nariazita,

Para já está resolvido.

Parecem gémeos, mas o meu não tem agora a palmeira, eu não preciso de sombra, gosto mesmo é de sol.

Beijinhos


PS. Espero que não me ache pretensiosa... mas o cunho pessoal em cada Blog, também passa pelo visual.
Opinião própria.

Fernanda disse...

Amiga Mariazita,

Eu já cá estou para dar as explicações todas.

Não, não me calo, realmente até falo demais :)))) assim diz quem me conhece bem, mas quando me calo logo estranham, está a ver???

Não fiquei nada embaraçada, gostei demais:)), foi foi isso :)))
Deve ser a Primavera...que sempre causa um efeito de quase ebulição em mim...
Pronto está dito, e hoje só me dá para rir, será do sol que apesar de ainda aquecer pouco, já vai aquecendo???!!!!

Quanto ao template, tinha-o acabado de descobrir, tem dias no Rau, mas nunca tinha reparado que o seu era igual.

Está provado, pessoas com bom gosto e afinidades, como o gosto pelo sol e praia e água e mais sol...dá nisto:)))

Acredite que se eu vier a mudar mais o meu (a palmeirita estava ali muito só, ((e também é pouco frondosa :))))-)) estava mesmo a mais, no meu Blog.
Nada de confusões.

Já me ri imenso consigo hoje.
Que bom!

Beijinhos amiga,

SAM disse...

Mariazitaaaaaaaa,

aqui no Rio está um friozinho e vim reler o poema magistral de Humberto para me aquecer, logo pela manhã hahahhaahahaha.

Beijos inocentes hahahahahaahaaha

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Ah adorei! Só você, minha linda amigaaaaaaa, pra me deixar algo assim tão valioso, desconhecidíssimo! É lindo, me envolve, comove, ai, que fico mole!
Beijos, Mariaziata, Louraça Mel!
***************

*Quando estou só reconheço

Se por momentos me esqueço

Que existo entre outros que são

Como eu sós, salvo que estão

Alheados desde o começo.




E se sinto quanto estou

Verdadeiramente só,

Sinto-me livre mas triste.

Vou livre para onde vou,

Mas onde vou nada existe.




Creio contudo que a vida

Devidamente entendida

É toda assim, toda assim.

Por isso passo por mim

Como por cousa esquecida.
Fernando Pessoa

+ Beijos. Não encosta muito. Aquela coisa, gruda, estou melosa!

PS: Sabe por que não vim antes, não é? Perturbações de (Hu)Amor!

Daniel Costa disse...

Mariazita

Versos muito interessantes, estes que nos trazes de Humberto Poeta.
Apreciei deveras
Beijos
Daniel

Barbara disse...

Toda essa sensualidade...o poeta só podia ser de Escorpião.

Luis disse...

Querida Amiga Mariazita,
Poema muito sensual mas muito a propósito neste seu ciclo de poesia e nesta primavera que agora desponta!
Adorei, creia!
Um belo domingo ensolarado e um um beijinho muito amigo.

Maria João disse...

Mais um belíssimo poema deste ciclo erótico. Humberto Poeta é já uma referência, não é a primeira vez que leio poemas dele de enorme qualidade.

Um beijinho muito grande

Tétis disse...

Olá Mariazita

Tenho andado um pouco ausente devido a problemas com o acesso à Net mas, pelo que vejo, este ciclo continua uma maravilha, tal como se previu logo no primeito post.

Este poema é lindíssimo. Uma óptima escolha. Um poeta a explorar.

Parabéns e... venha o próximo!...

Beijinhos

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá, belo poema...Espectacular....
Beijos

poetaeusou . . . disse...

*
ao sul ?
será que perdi
o sentido de orientação ?
srsrsr,
,
conchinhas desnorteadas,
deixo,
,
*

Pérola disse...

Eu ameiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii.
Nossa, ele é um poeta maravilhoooooooso amiga.
Muito obrigado pela surpresa,está de parabénsssssssssssssssssssss.
Hummmmmmmmm q vontade de beijar rs.
Beijokas amada.

Vieira Calado disse...

Tá bem bom o poema!

Saudações poéticas

J. Araújo disse...

Vim ver seu outroespaço, quanta disposição hein?
Parabéns!!

bj

Irene Moreira disse...

Mariazita
Que sutileza colocada nestes versos.Que lindo , muito belo!
Beijos