E EIS QUE, TENDO DEUS DESCANSADO NO SÉTIMO DIA, OS POETAS CONTINUARAM A OBRA DO CRIADOR.
(MÁRIO QUINTANA)

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

AMAR OU ODIAR

AMAR OU ODIAR

Fausto Guedes Teixeira

Amar ou odiar
Ou tudo ou nada
O meio termo é que não pode ser
A alma tem de estar sobressaltada
Para o nosso barro sentir; viver
Não é uma Cruz que não se queira pesada

Metade de um prazer, não é um prazer!
E quem quiser a vida sossegada
Fuja da vida e deixe-se morrer!

Vive-se tanto mais quanto se sente

Todo o valor está no que sofremos
Amemos muito como odiamos já!
A verdade está sempre nos extremos
Pois é no sentimento que ela está.

Fausto Guedes Teixeira(11.10.1871–13.07.1940)

Natural da cidade de Lamego Fausto Guedes Teixeira, o expoente máximo do neo-romantismo na poesia lusófona, ficou conhecido como “Musset português” devido à sua poesia contemplativa e melancólica, claramente influenciada pelo estilo de Alfred Musset, poeta francês considerado o expoente máximo do romantismo clássico.
Nascido no seio de uma família aristocrata – seu pai foi o 1º.visconde de Guedes Teixeira - estudou Direito em Coimbra, onde conviveu com muitos dos mais brilhantes intelectuais da época.
Viveu algum tempo no Brasil e de seguida em Moçambique; no regresso a Portugal fixou residência em Lisboa, onde se manteve por 20 anos. Aí desempenhou, entre outras funções, a de jornalista.
Os últimos anos da sua vida foram passados na sua cidade natal, onde faleceu.
Lamego homenageou-o dando o seu nome a uma rua, e mandando erigir um busto seu em frente à Câmara Municipal.
Também em Lisboa e S. Paulo existem ruas com o seu nome.

33 comentários:

Paula Raposo disse...

Obrigada pela partilha!
Concorodo inteiramente com o Poeta. Beijos.

ParadoXos disse...

esses são os nossos Mestres!!


beijos em vocês!

Angela Guedes disse...

Oi Mariazita!!!!
Não creio em meio-termo, ninguém fica meio odiando ou meio amando.
Também concordo com o poeta, quando diz "Metade de um prazer, não é um prazer!"
Beijinhos
Ângela

In Cucina disse...

Olá mariazita, finalmente consegui entrar aqui nos Lírios!

Realmente, nenhum prazer pode ser pela metade, ou é inteiro ou não interessa! Principalmente o amor que deve ser inteiro, intenso!

Beijos brasileiros, Teresa

xistosa - (josé torres) disse...

O que é que posso acrescentar?
Que não conhecia o poeta.
Mas aqui, nesta casa tenho sido agradavelmente surpreendido.
Gostei da maneira de mostrar o interior.
Não há meio termo e eu sou um seu defensor acérrimo.
Não meio amor, meio prazer, meia riqueza, meia vida.
É isso mesmo a verdade do dia a dia.
Ou intensamente ou mornamente.

Se arranjar tempo vou procurar ete Fausto Guedes Teixeira.
Obrigada.
Um abraço.

(já agora, só para dizer que as cadeiras são colocadas antes do espectáculo.
Depois é que se vive intensamente.
Mais um obrigado)

Desnuda disse...

É bem clássico mesmo da época! E acho que no meio que frequentava e pela cultura que tinha referia-se ao fato de uma questão politica e social. Porque no relacionamento humano, não acho que deva ser extremado.

Confesso que após aos 50 anos, vitima de uma crueldade tão grande e injustiça maior e que se afetasse só a mim, não seria motivo também para odiar, mas por afetar os que amo de forma tão vil e torpe eu cheguei perto do ódio e como desconhecia isto em mim, não me reconheci, não gostei e me fez sentir e sofrer ainda mais. Fiquei foi mal ( pior ainda do que estava!) e doida pra expulsar o " invasor". Sou " Maria Mole". Meu corpo, mente e espírito não suportam uma carga de ódio. Prefiro ser odiada do que odiar hahahahahaha.

Raiva danada ahhhhhhhhhhhh sim! Passageira como relâmpagos e trovoadas. Sou intensa, mas neste sentimento não . Prefiro assim. Quero é amarrrrrrrrrrrr! E ter este imenso prazer, sempre! kkkkkkkkkkkkk

Excelente poesia e apresentação do poeta. Amei!!! Obrigada, Mariazita! Beijãoooooooooooo

João Videira Santos disse...

Parabéns pelo post e pelas fotos (lindissimas!)

Pelos caminhos da vida. disse...

Lindo post, lindo layout.

Obrigado pelo selinho, vou levar e postar no blog presente para enfeitar mais o meu jardim das rosas.
Apareça por lá.

http://anasique.blogspot.com

Fim de semana iluminado amiga.

beijooo.

In Cucina disse...

Querida amiga, obrigada pelas lindas flores!

Bom fim de semana com muitos beijos brasleiros.

Teresa

Desnuda disse...

Heeeeeeeeeeeeeeeeeee Mariazita Vim buscar as flores! E prometo cuidar delas direitinho, pois o calor aqui está de matarrrrrrrrrrrrrrr! Ainda bem que estou desnuda kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.



Beijos, obrigada pelo carinho e lindo fim de semana!

Paula Raposo disse...

Muito obrigada pelas lindas flores que colheste! Beijinhos.

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Olá, amiga!
Vim de imediato. Como é bom ver que você mantém a chama da Poesia e da família acesa. Fausto Guedes Teixeira. Fico feliz e não sabe quanto. Só preciso contar a meu velho pai.
Muito obrigada pela visita e por tudo
Até Domingo
Muitos beijos,
Renata
PS: Como conseguiu acessar o meu Blog? Não consigo! Só publico e modero os comentários!

Mariana disse...

Lindo o blog, belos posts.
Adorei o poema "amar ou odiar"
Bom fim de semana.
Adorei passar por aqui.

Canduxa disse...

Querida manita

Não quero ter vida sossegada e por isso não me vou deixar morrer...quando me vires parada é sinal que estou pronta para partir.
Não podia estar mais de acordo com o poeta , afinal eu e ele somos da mesma cidade natal.

Agradeço as flores lindas que estavam aqui à minha espera.

Mil beijinhos com carinho

Sandra disse...

UITO LINDO O TEXTO AMIGA.
cOMO É BOM CONHECER OS AUTORES DE LINDAS POESIA E A SUA HISTÓRIA.

ESTOU LEVANDO O SELO MUITO OBRIGADA.
aMEI ESTE CANTINHO

VOU LEVAR PARA MEUS MIMOS E REGAR TODOS OS DIAS.

A ANA TAMBÉM ME OFERTOU. LEVAREI OS BONS PERFUMES JUNTOS COMIGO.


SÓ O QUE É VERDADEIRO E SINCERO, É QUE VENCEM.
UM GRANDE ABRAÇO AMIGA.
FICO MUITO FELIZ COM A SUA AMIZADE.
AGRADEÇO A SUA VISITA E DEIXEI UM LINDO SELINHO PARA VC. DE UM CONFERIDA NESTE ENDEREÇO.
http://sandraandrade7.blogspot.com/

É COM MUITO CARINHO QUE SEMPRE RECEBO VC. EM MEUS BLOGS.
UM ABRAÇO, BEM CARINHOSO.
SANDRA

Sandra disse...

Já está postado em meus mimos.
Ficou muito lindo lá.
Sandra

Agora é só conferir no endereço que já deixei antes.
Bjs.
Sandra

Alvaro Oliveira disse...

OLÁ MARIAZITA

BELO POEMA "AMAR OU ODIAR".

LHE DESEJO UM BOM FIM DE SEMANA.

BEIJOS

ALVARO

São disse...

Obrigadissima pelo miminho, que já levo.

E foi bom conhecer este autor, que nem sequer sabia ter existido.

Bem hajas, amiga.

Fernanda disse...

Olá bom dia amiga Mariazita,

Esta é a minha primeira visita a este seu Blog. Parabéns pela versatibilidade.
Adoro poesia, pena que não consiga escrever uma só...

Amar ou Odiar - Amar sim, intensamente tudo e todos, especialmente quem nos ama e quem nós amamos com toda a nossa alma.
Odiar NÃO, esse sentimento eu recuso-me a aceitar, aliás não consigo odiar ninguém, mesmo quem me fere...
Há pessoas intoleráveis, há outras que magoam deliberadamente, más mesmo. Pois para mim, o melhor é esquecê-las sem rancores, eu sempre consigo ver nelas a sua parte boa.

Beijos, obrigada pelas suas belas flores e principalmente por me englobar no grupo das suas amigas.

Bfs.

JADY*ALVES disse...

Amar ou odiar, a escolha não é dificil, no meio termo é que não da pra ficar...

Isso aqui ta lindo demais heim?
Deu até pra sentir o cheiro dos lírios do Macuá, to levando as flores minha amiga.
Obrigada, que presente mais lindo, flores que amamos todos!

Lindo fim de semana e meu carinhoso beijo.
Jady

Barbara disse...

Radical o Fausto - como o homônimo personagem..
Mas é assim mesmo.
Antes de se achar a linha do meio, temos que experimentar as paralelas, as do ódio/amor, luz/sombra e assim vamos aos dias...
Obrigada pela oportunidade de aqui chegar.

meus instantes e momentos disse...

parabens pelo/s teu/s blog/s.
Muito bom.
Tenha um feliz final de semana.
Maurizio

Deusa Odoyá disse...

Olá minha doce amiga.
Lindo poema,seu país é a verdadeira escola de poetas.
Não conhecia esse escritor.
Uma semana abençoada e mil beijinhos de estrelinhas de luz em seus caminhos.
Obrigado amiga, por sua visita ao meu cantinho.
Regina coeli.

Maria Emília Pires disse...

Obrigada pelas flores, Mariazita. Já as guardei nas minhas Caixas de Recordações.
Obrigada também por nos trazeres
Fausto Guedes Teixeira. É sempre bom que alguém se encarregue de lembrar os tesouros da nossa literatura.
Um grande beijinho,
Maria Emília

elvira carvalho disse...

Acredita que eu não conhecia? Pois é verdade amiga.
Vou daqui um bocadinho mais rica. Obrigada por isso.
Um abraço e uma óptima semana

Maria João disse...

Querida amiga

Viver implica o envolvimento total, corpo e alma.. sentindo cada brisa entrar dentro de nós e modificar sempre alguma coisa...
O amor e o odio a que se refere Fausto Guedes Teixeira, representa a amplitude de sentimentos e de emoções que devemos procurar vivendo. Os extremos, as contradições.. tudo e não só, qualquer coisa.
Viver inteiro e por inteiro...

Perdoa-me...
Só hoje conseguir disponibilidade para te visitar.
Levo as flores comigo que colocarei um destes dias na jarra dos "MImos&Selos". Guardo, o carinho com que as perfumaste, bem junto ao coração... tu sabes!

Um beijinho

AFRICA EM POESIA disse...

dorei o selinho.
Já guardei...


obrigada pela visita...
estou a melhorar...
hoje partilho um sorriso diferente...
está a ser um Dia dos mais felizes.
hoje aqui em casa houve...NATAL...

Vieira Calado disse...

A verdade é que não conhecia este poeta.

Obrigado.

Beijinho

Meg disse...

Mariazita,

Desconhecia completamente o Poeta que aqui me apresentas.
E deixou-me encantada... vou seguir o rasto.

Adorei isto...

Metade de um prazer, não é um prazer!
E quem quiser a vida sossegada
Fuja da vida e deixe-se morrer
!

Tem um bom fim de semana... cá te esperamos.

Beijinho

Multiolhares disse...

Talvez por isso se diga que os extremos se tocam
beijinhos

Sonhadora disse...

Adorei o seu blog e todos os belos poemas
vou voltar
Um beijo
Sonhadora

rouxinol de Bernardim disse...

Muito bem, não conhecia o poeta mas a partir de agora vou procurar conhecer melhor!

Boa opção!

Ser em construção disse...

Passei para aproveitar a brisa de suas palavras.
Beijos
Obrigada pela visita lá no EM Construção.