E EIS QUE, TENDO DEUS DESCANSADO NO SÉTIMO DIA, OS POETAS CONTINUARAM A OBRA DO CRIADOR.
(MÁRIO QUINTANA)

terça-feira, 23 de junho de 2009

PEDE-ME



PEDE-ME

Pede-me tudo o que quiseres ter.

Queres a lua?

Num céu profundamente azul
Rodeada de estrelas mil,
Brilhantes,
A lua será tua, meu amor,
A lua dos amantes

Queres o sol?

Envolto em neblina
Para teus olhos proteger,
Sobre um glorioso mar,
De brancas ondas de espuma,
Para o teu corpo dourar
O sol será teu, meu amor.
O sol te vou ofertar

Queres a floresta?
Os rios?
O mar?
O céu azul em festa?

Um corcel alado montarei
Por entre as nuvens voarei,
Numa bandeja de prata
O céu azul colocarei
E a teus pés o deporei.

Tudo o que quiseres ter
Meu amor
Eu te darei

Pede-me tudo o que quiseres ter.

Só não me peças para te esquecer.

Maispa
Luz


Lisboa, 1997

14 comentários:

Maria João disse...

Querida Mariazita

Mais um excelente poema de Maispa Luz. Mais uma magnifica Ode ao amor e a essa necessidade interior imensa de materializar um sentimento inigualável...

Um beijinho com toda a minha amizade

o que me vier à real gana disse...

Olá!

Se fosse o meu amor a questionar-me, diria: não, não!... Não vez k quero muito mais? Isso não chega! Quero-te num exclusivo pr'ós meus olhos, pr'ás minhas mãos, pr'ó meu aconchego e...
Era assim keu responderia!

bjs

Alvaro Oliveira disse...

Olá Mariazita

Mas que beleza de poesia.

Um verdadeiro canto ao amor
e à própria poesia.

Um beijo

Alvaro

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá, Belo poema...Espectacular....
Beijos

Maria Emília disse...

É sempre bom relembrar estes belos poemas e seus autores. E há tantos a cantar o Amor, mas ainda não são suficientes para que ele reine sobre a Terra.
Um beijinho,
Maria Emília

Ana Martins disse...

M A R A V I L H O S O !!!!!!!!!

Beijinhos,
Ana Martins

J. Araújo disse...

Não quero o mar, não quero o sol nem a lua. Somente sua amizade e suas visitas.

Abraço

Laila Braga disse...

dar-se também é receber... assim como nossa amiga Clarice diz "perder-se também é caminho"

Pjsoueu disse...

Mariazita...

Cá estou no lírios" perfumado de ternura e bom gosto:)

Gosto de aqui estar...

O poema abre portas ao coração que ama sorrindo na janela do desejo de fazer feliz...o amor...

beijinhos

Pj

rouxinol de Bernardim disse...

Boa semana, e bom sol na alma!

O Profeta disse...

Ao meu querer!
Dias noites, estações esquecidas
Inventei sonhos para sonhar
Lavei mágoas, dores perdidas

Uma árvore toca as águas da lagoa
O nevoeiro faz desenhos nas cumeeiras
Um Melro negro solta um pio ao acaso
A palavra quero-te diz-se de mil maneiras


Convido-te a ver a Cor da Claridade


Doce beijo

rouxinol de Bernardim disse...

Uma extraordinária manifestação poética, com o amor como pano de fundo!

Sonhos e Devaneios disse...

Mariazita e ela me pediu exatamente isso....para esquece-la......para esquece-la.....e como se faz para se esquecer de voce mesmo...como
joao

Manuel Luis disse...

Lua! A minha confidente. E aquele beijo!? Eu também gosto.
Bjs