E EIS QUE, TENDO DEUS DESCANSADO NO SÉTIMO DIA, OS POETAS CONTINUARAM A OBRA DO CRIADOR.
(MÁRIO QUINTANA)

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

HISTÓRIA ANTIGA


HISTÓRIA ANTIGA

Miguel Torga

Era uma vez, lá na Judeia, um rei.
Feio bicho, de resto:
uma cara de burro sem cabresto
e duas grandes tranças.

A gente olhava, reparava, e via
que naquela figura não havia
olhos de quem gosta de crianças.

E, na verdade, assim acontecia.
Porque um dia,
o malvado,
só por ter o poder de quem é rei,
por não ter coração,
sem mais nem menos
mandou matar quantos eram pequenos
nas cidades e aldeias da nação.

Mas
por acaso ou milagre, aconteceu
que, num burrinho, pela areia fora,
fugiu
daquelas mãos de sangue um pequenito
que o vivo sol da vida acarinhou:
E bastou
esse palmo de sonho
para encher este mundo de alegria;
para crescer, ser Deus,
e meter no inferno o tal das tranças,
só porque ele não gostava de crianças.

2 comentários:

JADY*ALVES disse...

JESUS veio com uma missão!
Amar, amar e amar e nos ensinar.

ÊLE retorna a cada ano pra nos lembrarmos desse sentimento...

O amor é um sentimento tão antigo, nascemos através do Amor de Deus por nós.

Assim como o lírio é sinônimo do mais puro amor.

Mariazita, O Natal me deixa melancólica...

Talves porque eu ainda acredite que o ano que se inicia as pessoas se vistam de branco pra atrair a Paz e o Amor à sua vida.

É a esperança que se renova...

Abraços e carinhos da jady minha querida.

Paula Raposo disse...

Obrigada pelo convite. Aqui estou. Torga a iniciar o blog, acho óptimo! Continuem. Beijos.