E EIS QUE, TENDO DEUS DESCANSADO NO SÉTIMO DIA, OS POETAS CONTINUARAM A OBRA DO CRIADOR.
(MÁRIO QUINTANA)

quarta-feira, 16 de junho de 2010

SE ME QUERES NAMORAR



SE QUERES NAMORAR COMIGO

Se queres namorar comigo
Tens que dizer que me amas
Vem ter comigo ao postigo
Cuidado com as más famas

É que nos becos da rua
Eu não quero namorar
Porque o olhar da lua
Passa a vida a espreitar.

Linguareira como ela
Não conheço outra igual
E quando a noite é mais bela
A lua tem ar real.

Que protege os namorados
Dizem alguns. Mas que tolos
Só mesmo os enamorados
P’ra imaginarem tais dolos

A noite está p’ra acabar
E tu não mais apareces
Vou-me embora, vou deitar
De mim não contes com preces.

Vou rezar ao Pai do Céu
Por coisa que valha a pena
Contigo deu o que deu…
Lá se foi a noite amena.

Adeus amigo do peito
Um dia te encontrarei
E se tiveres outro jeito
No teu caso eu pensarei.

Maispa
Luz


32 comentários:

Sonhadora disse...

Minha querida Mariazita
Lindo e terno poema, muito leve.

Deixo o meu carinho e um beijinho.

Sonhadora

Saozita disse...

Minha querida amiga o seu poema é a coisa mais linda adorei parabéns Bj carinhoso para ti amiga

Chica disse...

Muito lindo essea poesia,Mariazita!beijos e que teu dia seja lindo também!chica

Desnuda disse...

Mariazitaaaaaaaaaaaa,

que poema lindo, amiga! Encantada e apaixonada por cada verso. Obrigada, amiga.

Beijo estalado de bom!

Heeeeeeeeeeeeeeeee o sol chegou! Obaaaaaaaaaaaaaaaaa!

António Gallobar disse...

Olá amiga

Mas que belo poema, quase cheguei a pensar ao ouvir a guitarra que alguem o ia cantar, quem sabe se alguem pega nisso, pedindo a devida licença, claro está.
Vou daqui encantado, muitos parabens

Beijinho

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Mariazita
Espera em vão , por alguém que não vem, não vale a pena. É melhor mesmo esquecer.
Um abraço

AC disse...

O fado tem uma expressão muito peculiar. Às vezes tentamos renegá-lo mas, quase sem darmos conta, ele toca-nos de múltiplas formas: umas vezes com ar leve, brejeiro, outras vezes com toda a dimensão duma alma sofrida...
nestes versos há guarida para um belo fado, sem dúvida!

Beijo

Canduxa disse...

Oh minha queriduxinha,

temos poetisa...ai temos, temos!

Não podia deixar de te responder....

Que bela namoradeira
Que a menina me saiu
Em dias de lua cheia
Nunca mais ninguém a viu

E ele que se porte bem
Se a quiser namorar
Ai tem de ser ao postigo
Para a mamã não ralhar

Nas preces que vais fazer
Pede com devoção
Um namorado de jeito
Com um grande coração

E agora vou dormir
E com os anjos falar
Agradecer o que tenho
Para poder namorar

Manita, o tempo voa e lá vou eu a correr....

Deixo-te os meus beijinhos de luz e muita paz

poetaeusou . . . disse...

*
Ao ler estes versos
Reli a verdade nua e crua
Não, não é só a lua
São olhares dos mais diversos !
,
conchinhas namoradeiras, deixo,
,
*

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Eu te amo, já estou no postigo contigo; e que mais digo? Liguareira Lua, ouça bem, é contigo: espreita alta e brilha, enquanto eu e ela vamos fazer o nos der prazer. Não queremos fama, poder, grana.
Só deitar e rolar na grama como soíamos fazer desde que Papai do Céu nos concedeu esta maravilha chamada Vida, pela qual tudo vale a pena quando a Alma não é pequena.

Beijos, querida. Até a nossa próxima escapada* I love U********
Renata

Chica disse...

Volto aqui pra agradecer tua visita e carinho!beijo,lindo fim de semana,chica

Cida disse...

Vim pra te agradecer a visitinha ao mosaicos, e me deparei com esse poema lindo... Valeu!...=)

Beijinhos, amiga, e tenha um final de semana de Paz e Bem.

Cid@

JADY*ALVES disse...

Maispa Luz, obrigada Mariazita pelo prazer em nos apresentar, não a conhecia. Parabéns a ela.
E mais beijos a minha amiguita linda por nos proporcionar tão agradavel leitura, gostei muito.

Carinhos da jady pra tí

Desnuda disse...

Amiga querida,

li ontem a noite o seu recado sobre a Casa da Mariquinhas. De imediato, enquanto esperava uns amigos nos buscarem no hotel, fui verificar e realmente não consegui entrar na Casa. Ao retornar entrei no facebook e consegui deixar uma mensagem para você e a respondi no Desnuda , também.

Acabei de acordar e liguei o notebook para saber notícias suas, mas não recebi. Mariazita estou muito triste e solidária a voce, amiga.

Voce fala de um mail do gmail. Já fiquei suspensa da conta do gmail por uma maldosa denúncia. Mas ao contrário de muitos amigos, consegui desbloquear minha conta através de dados pelo celular. Talvez uma sorte. Nem eu esperava reaver a conta. O fato é que consegui. Veja este mail que voce recebeu sobre esta possibilidade. Tente, amiga.


Estou triste e indignada, amiga. Mas tenho esperanças que tudo se resolva.


Retorno amanhã a noite para o RJ. Poderei estar mais presente.

Carinhoso bedijo, querida amiga.

Ana Martins disse...

Boa tarde Mariazita,
não conhecia a poetisa aqui apresentada. Muito bonito e melodioso o poema, traga cá mais poesias dela.

Beijinhos,
Ana Martins
Ave Sem Asas

Desnuda disse...

Mariazita,

fui ver seu perfil e realmente não está mais constando A Casa da Mariquinhas no rol dos seus blogs, mas podemos ver a Casa e a sua ultima postagem pela atualização das postagens ( seguidores). Mas ainda creio que se foi desbloqueado pelo celular é um bom sinal e com certeza irão verificar o blog em relação a spam que será logicamente comprovado pelo próprio desbloqueamento pelo celular e voltará tudo como antes. Tive uma " morte virtual" por pouco + de 48 h certa vez e ressuscitei. Creio que tudo dará certo amiga!

Beijão amiga.

Multiolhares disse...

namorar deveria ser algo que nunca devíamos de esquecer, ficou lindo o poema
beijinhos

Livinha disse...

Gosto dos teus poemas.
Bem intensos como mostra os teus punhos, prontos nas tuas letras, nas essências que delineias...

Mariazita minha querida,
tenha um doce fim de semana
tão cheio e pleno de inspirações.

Bjs

Livinha

Saozita disse...

Olá Mariazita, antes demais gostaria de dizer que folgo vê-la, pois os seus blogues tinham desaparecido e ninguém me sabia dizer o que tinha acontecido, a minha cunhada, depois lá conseguiu saber e explicou-me. Fico feliz, por ter recuperado os blogs e já estar tudo bem.
Comentei o post que colocou na Casa da Mariquinhas.
Desejo-lhe uma boa noite de Domingo e uma excelente semana que inicia.

Beijinhos

Francisco Sobreira disse...

Querida Maria,
Um poema de uma singeleza cativante, ao qual não falta uma pitada de humor. Pensei que fosse seu, mas não importa: você merece louvor por mostrá-lo. Um beijo.

rouxinol de Bernardim disse...

Poesia cheia de ternura... e sensualidade.

Fernanda disse...

Querida amiga Mariazita,

É muito bom saber qu está tudo bem com os seus Blogues que tinham fugido :)))

Gostei muito do poema. Doce e leve.

Beijinhos

JADY*ALVES disse...

Lua marvada essa heim? rss
Mas a lua em si ja é poesia.

Beijo terno e meu carinho sempre amiga querida.
Carinhos da Jady pra tí

Sonhadora disse...

Minha querida Mariazita

Passei para te deixar um beijinho.

Sonhadora

Saozita disse...

Olá minha querida amiga ,venho por aqui te deixar um abraaaaaaaaço do tamanho do mundo para ti amiga,e um bj com muito carinho tem um bom dia

Táxi Pluvioso disse...

Não é a lua que protege os namorados. É o irmão mais novo, que avisa quando os pais regressam a casa ou vão entrar no quarto... bfds

jefhcardoso disse...

Imaginamos muitas maneiras de dar e quem sabe mais ainda de receber um fora, mas nada se iguala a classe deste texto. (sorrio).

Abraço do Jefhcardoso do http://jefhcardoso.blogspot.com onde andei falando de futebol, mas já falei antes de tantas coisas...

Daniel Costa disse...

Mariazita

Poema bonito de Maispa Luz, reflete o antigamente com evidência. No entanto, não deixa de ser interessante até por isso. Tal como é apresentado já fará parte da história do romantismo.
Beijos

Multiolhares disse...

Lindo, leve, simples mas intenso
beijinhos

Irene Moreira disse...

Mariazita
Linda poesia e um lindo dia para ti.

Beijos

Saozita disse...

Bom dia amiga ,venho por aqui te desejar um bom sabado e boa praia.
Bj

Luis disse...

Minha Boa amiga Mariazita,
Poema muito bonito e engraçado! Adorei o tema.
Um beijinho muito amigo.