E EIS QUE, TENDO DEUS DESCANSADO NO SÉTIMO DIA, OS POETAS CONTINUARAM A OBRA DO CRIADOR.
(MÁRIO QUINTANA)

sábado, 10 de janeiro de 2009

BICHO-AMOR


BICHO-AMOR
Carmo Vasconcelos


Há uma dor perfurante no meu peito
Espinho que fere mas não deita sangue
Verme oculto o bebe e me deixa exangue
Ao nutrir-se de insónias no meu leito

Bicho-amor insistente na porfia
Mói-me as entranhas quando desatina
Meus nervos consome, as forças me mina
E ao mesmo tempo é bem que acaricia

Tento acalmá-lo com a voz de quem
De longe rasga versos escarlate
Mimos d’enlace em rendas de açafate...

Mas pede mais... Voraz, não se contém
Devora-me alma e sangue, não fraqueja
Na gula desse par - amor que almeja

***
Lisboa/Portugal
Dezº/2008
*

Carmo Vasconcelos, nome literário de Maria do Carmo Fernandes de Vasconcelos Figueiredo, é natural de Lisboa.
É autora do livro de poemas “Geometrias Intemporais”, publicado em 2000, e de outros, de poemas – “Memorandum de Fogo”, “Despida de Segredos” e “Ecos do Infinito” - assim como do romance “O Vértice luminoso da Pirâmide” - aguardando publicação.
Pela sua participação em vários Jogos Florais teve o privilégio de ganhar numerosos prémios e menções honrosas.

14 comentários:

Ana Martins disse...

Querida amiga Mariazita,
sabes que sou completamente vidrada em sonetos, e este " Bicho do Amor " de Carmo Vasconcelos é lidíssimo.

Parabéns pela escolha, muito boa mesmo!

Beijinhos,
Ana Martins

Giselle disse...

Má,
que lindo !!!!
Lindo de se ler, lindo de se ver, amei !!!!
Beijos

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA AMIGA, BELÍSSIMO SONETO... ADOREI FICAR A CONHECER MELHOR ESTA POETISA... UM GRANDE ABRAÇO DE CARINHO,
FERNANDINHA

Sonia Schmorantz disse...

Talvez a nova semana tenha dificuldades, ainda assim haverá alegrias...
Talvez a nova semana tenha preocupações, ainda assim haverá soluções...
Talvez a nova semana traga alguns atritos, ainda assim trará o desafio do aprendizado do convívio...
Talvez não seja exatamente como a queremos, mas podemos nos surpreender e alegrar com o que nos trará.
Tomemos a nova semana com disposição de vivê-la do melhor jeito, de abraçar a parte feliz e de aprender com o que contrariar a nossa expectativa.
Tenhamos boa vontade com a nova semana e um sentimento de profunda gratidão à vida.
Um abraço

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Belíssimo poema!
Que você tenha uma ótima semana.
Abraços

meus instantes e momentos disse...

passando para te desejar uma feliz e inspirada semana.
Belissimo post, como sempre.
Maurizio

O Profeta disse...

Que maravilha...a palavra elevada ao sublime...


Doce beijo

Daniel Costa disse...

Mariazita

Apreciando o género literário, que é a poesia, gosto de passar por aqui, ler poemas que agradam. Neste caso, tomar pela primeira vez, conhecimento do belo trabalho de Carmo Vasconcelos.
Realmente, bastariam estas coisas, para dar dimensão aos blogues.
Beijo,
Daniel

Anónimo disse...

Mariazita
Só há pouco soubemos da existência um do outro, o que é normal na imensidão poética da internet.
Quero dar-lhe os meus parabéns pela inclusão, neste espaço, de um belo soneto da que é provavelmente a maior Poeta portuguesa contemporânea; Carmo Vasconcelos.
Aproveito para lhe desejar um 2009 venturoso e que continue a trabalhar em prol deste mundo encantado da poesia,
como é visivel neste seu blog.
Eugénio de Sá

São disse...

Gostei do poema, mas não concordo que o Amor seja doloroso.
Beijinho.

Anónimo disse...

Cá estou, Mariazita, como anónima... Rsrsrsrs
O meu "Bicho-Amor" ficou deliciado por vir "papar" carinho ao teu Blog! Obrigada, querida, pelo miminho.
Agradeço também a todos os leitores que deixaram aqui as suas gentis palavras.
Beijos felizes
Carminho

Multiolhares disse...

Bicho do amor, muitas vezes magoa, mas quem sabe viver sem ele
bj

O Profeta disse...

Fascinante poema...escritora de fina água...


Doce beijo

Vieira Calado disse...

Textos bem bons, por sinal!

Beijinho